Proprietário de Terras Entre em contato
Voltar para a home
Notícias 19/nov/2021
#

O Grupo CGC (Centrais de Geração Compartilhada) aposta no crescimento da modalidade de energia solar por assinatura e afirma ter pipeline de projetos para atender demanda nos próximos três anos.

Em entrevista ao InfoSolar, o diretor geral da empresa, Guilherme de Araújo, avalia que as dificuldades de fornecimento de equipamentos, em razão de problemas de produção na China, não devem impedir o aquecimento do mercado.

“Não é a primeira vez que acontece esse tipo de problema no setor. Se o componente não está disponível no mesmo preço, tem que adequar o cronograma e o custo de implementação do projeto. A obrigação das empresas é se tornar mais eficiente”, disse o executivo.

A companhia possui 37 usinas fotovoltaicas e cerca de 10 MW em operação em São Paulo e Minas Gerais, em regiões próximas de São José do Rio Preto. Com foco inicial em consumidores de baixa tensão, o grupo iniciará seu primeiro projeto para cliente de média tensão.

Araújo contou que, apesar do momento de restrição na oferta, nenhum empreendimento sofreu com atrasos de entregas de equipamentos. “As usinas já estavam com material reservado e estoque controlado.”

Marco legal

O diretor geral do Grupo CGC entende que o projeto de lei que institui o marco legal da geração distribuída (PL 5829/19) impulsionará o mercado tanto na modalidade junto a carga quanto na compartilhada.

“Quem tem telhado e recurso vai ser autoprodutor, faz todo sentido. Para quem quer e não é proprietário do imóvel ou não é tecnicamente viável, tem a opção de buscar a solução por assinatura. Vai aumentar o interesse e é a tendência do futuro do setor elétrico.”

Fonte: www.infosolar.com.br

Tags:   Notícias

Alguma dúvida? Estamos aqui para te ajudar.

A CGC Energia é a empresa mais inovadora no segmento de centrais de geração compartilhada do Brasil.